2008/05/20

O liberal social de Passos Coelho

O social do liberal-social é apresentada de duas formas. A primeira por comparação ao liberal- económico, ideias que defendem o direito à propriedade privada, à contratualização e à livre disposição dos frutos do trabalho. A tal liberdade de costumes avessa a conservadores e causa tantas cisões em temas como a IVG, a eutanásia e a contratualização das uniões homossexuais. A segunda apresentação tem a ver com as funções sociais do estado, tem a ver com a defesa da intervenção do Estado em sectores como a Saúde, a Educação e a garantia de redes sociais.

Do que eu tenho lido e ouvido da boca de Pedro Passos Coelho parece-me que este tem sido bastante coerente nesta linha liberal-social. Liberdade de costumes e da disponibilização do próprio corpo. Estado presente nas áreas da Educação e Saúde, embora em concorrência com o mercado.

Não posso dizer que estou de acordo com tudo o que PPC defende. Já acreditei muito mais nas virtudes da intervenção do Estado em sectores como a Saúde ou a Educação, por exemplo. Considerando onde Portugal ainda está hoje e no que acreditam e defendem os outros candidatos, as ideias de PPC estão anos luz mais próximas de aquilo em que acredito do que as alternativas e estão próximas o suficiente do main stream político português para serem aceites em eleições gerais.

1 comentário:

David Oliveira disse...

É preciso denunciar!
Escândalo. Inacreditável!
A Direcção Geral do Orçamento publicou o Boletim de Execução Orçamental, de Janeiro a Abril, ás 11 horas e mandou retirá-lo. Já não está online. VERGONHA! ESCÂNDALO!
Sabem porquê? porque vai haver o debate na Assembleia, o tema escolhido é a economia e os números conforme ainda hoje explicarei são um DESASTRE!
ESCÂNDALO!