2008/02/13

Terra da Abundância



Nos tempos que correm, em que cada vez mais a realização humana é considerada como um pecado mortal, quando todas as mentes bem-pensantes se insurgem contra o nosso modo de vida, e preconizam o regresso a um desenvolvimento sustentável (acima ilustrado), raros são os elogios da abundância.

A abundância é o o pecado mortal do séc 21, penalizada em todas as frentes. Começando logo pelo sistema fiscal que sinaliza ao indivíduo que o seu esforço marginal lhe trará retornos decrescentes, e que pelo contrário a sua ociosidade lhe trará recompensas crescentes. É preferível resfriar a actividade económica, a produção e a mobilidade, uma vez que todas elas são características de um estilo de vida de alto-carbono. A solução para ter um modo de vida sustentável é simples: prescindir.

1 comentário:

Igor disse...

Ou então, tentar fazer isso tudo de uma forma mais eficiente. Se a técnica não servir para melhorar a nossa vida, retirando dos recursos todos os benefícios que pudermos, então serve para quê?

Em todo o caso, a figura é interessante. À velocidade a que esgotamos os recursos naturais, é bem provável que ela se revele premonitória.