2007/06/18

Sportpalastrede

(Imagem via Insurgente)

Orador: Die Fatah behauptet, es sei unsere Regierung
Multidão: ohhhhhhhhh, (gritos e indignação, saudações fascistas)
Orador: Und ich frage Euch, seid Ihr bereit, wenn Allah es Euch befiehlt, Ihre Kinder zu krepieren?
Multidão: yahhhhhhhhh!!! (gritos de júbilo, saudações fascistas)
Orador: Wollt Ihr den totalen Krieg?
Multidão: yahhhhhhhhh!!! (gritos de júbilo, saudações fascistas)
Orador: Wollt Ihr auch, wie damals, die Juden vernichten?
Multidão: yahhhhhhhhh!!! (gritos de júbilo, saudações fascistas)

(mas menos organizados e menos disciplinados que os alemães, e eles tipo... não se calam todos subitamente quando o Goebbels faz aquele gesto apaneleirado com a mãozinha. No entanto, os muçulmanos também têm aquelas coisas de andar de mão dada e beijar-se entre homens... sobretudo quando são grandes “manos” no ódio ao judeu)

3 comentários:

Anónimo disse...

Eu creio (a avaliar pelos comentários e reportagens que tenho visto escritos, uma vez que nunca pus os pés na Palestina nem falei com qualquer palestiniano) que os palestinianos votaram no Hamas, não porque queiram aniquilar os judeus, não porque odeiem os judeus, não porque desejem a guerra total, mas simplesmente porque

1) estavam fartos da corrupção do governo da Fatah,

2) o Hamas gere uma eficiente rede de hospitais e escolas, que muito ajudam a população palestiniana.

Ou seja, os palestinianos votaram no Hamas e apoiam o Hamas não por motivos de política externa (relacionamento com Israel, etc) mas sim por prosaicos motivos de política interna.

Este post obfusca este facto.

Luís Lavoura

Junq disse...

Post mauzinho...

Filipe Melo Sousa disse...

Discurso de um revisionista:

Os alemães não odiavam os judeus nem lhes queriam mal nenhum. Os alemães votaram no NSDAP, não porque queriam aniquilar os judeus, não porque odeiassem os judeus, não porque desejassem a guerra total, mas simplesmente porque:
1) Estavam fartos da corrupção da república de Weimar, e desiludidos pela crise
2) As juventudes hitlerianas geriam uma eficiente rede de beneficência social
Ou seja, os alemães votaram no NSDAP e apoiaram os nazis não por motivos de política externa (invasão da polónia, frança e rússia), mas sim por prosaicos de política interna. A história actual ofusca este facto. Acrescente-se também que os judeus são e sempre foram culpados pelo ódio de que são alvo, e não passam de uns porcos usurários. Se tivessem dado a Checoeslováquia ao Hitler, e se tivesse deixado o homem em paz ter-se-ia evitado a guerra.

ops.. não.. este era para os palestinianos e para o Hamas